História
Fundadoras
Carisma
Lema
Espiritualidade
Devoções
Lectio Divina
Organização
Etapas de Formação
Comunidades
Missões Ad gentes
Nossa Missão
Onde estamos
Família Espiritual
Reze Conosco
SAV
Serviço Social
Notícias
Blog
Prov. Giustina e Maria
Galeria de Fotos
Aniversário
Calendário Anual
Fale Conosco
 
 

Amor, Oração, Santidade

Memórias Beneditinas

O mês de junho é rico em comemorações e celebrações. Uma das que marcam fortemente este mês é a festa do Sagrado Coração de Jesus.

Uma solenidade celebrada dentro do Tempo Comum. Comemorado na segunda sexta-feira após a festa solene de Corpus Christi, a solenidade do coração Sacratíssimo de Nosso Senhor Jesus Cristo dá especial atenção ao seu amor incondicional e à sua misericórdia sem fim.

A origem desta festa se encontra nas inspirações (entre 1673 a 1675) de Santa Margarida Maria de Alacoque, religiosa pertencente à Congregação da Ordem da Visitação. Receberam especiais destaque e divulgação as doze promessas a todos quantos se dedicassem a esta devoção, participando das comunhões reparadoras nas primeiras sextas feiras de cada mês, dia dedicado ao Sagrado Coração de Jesus todos os meses em nossas comunidades.

Vários papas incentivaram esta devoção, dentre eles, Pio X, Pio XI, Pio XII, Leão XIII, Gregório Magno, entre outros. Vários santos, canonizados, fizeram o mesmo: Santa Margarida, Santa Gertrudes, Santa Catarina de Sena, Beata Maria do Divino Coração, e outros.

A devoção ao Coração de Jesus é muito preciosa para a vida da Igreja. Comporta uma teologia tal, onde se enfatiza o amor, a ternura e o cuidado de Deus para com a salvação de seu povo, confiando-lhe sempre mais meios para se alcançar este fim. Manifesta a revelação que está muito clara nas Escrituras: Deus é Amor e nos ama! O coração de Jesus simboliza exatamente esse Amor que deu a vida por nós, derramando o seu sangue para nos redimir. Recorda para nós o amor infinito do Senhor.

Esse dia, que neste ano cai no dia 15 de junho, é também o dia da Jornada de Oração pela Santificação dos Sacerdotes. Nossas comunidades paroquais são convidadas a fazer orações especiais nessa intenção. Temos as cartas do Prefeito da Congregação para o Clero enviando o texto para reflexão. A Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da CNBB também enviou uma bela carta aos padres por ocasião da passagem desse dia. Numa mensagem especial para este dia, o Papa Bento XVI chama a atenção não apenas para a santificação do clero, como postura comum a todas as pessoas, mas para a necessidade de que sejam, cada vez mais, ministros da santificação. E, isto, segundo o papa, deve ser assumido em cada ação ministerial desempenhada. Recorda o Santo Padre que o destino do sacerdote é a santificação de seus irmãos e, só assim, o prebitero poderá santificar-se a si próprio. Ressalta que nossas falhas não são suficientes para apagar este desejo em nós e nem o sinal dele para o mundo.

O sacerdote, diz o papa, com sua adoração diária e seu ministério cotidiano, deve reconduzir tudo e todos à comunhão trinitária, atingindo o coração de cada homem e reconduzindo-o à pátria definitiva. E conclui, orando: "Que no serviço à Igreja e ao mundo os sacerdotes sejam santos". Neste dia, ao Coração de Jesus dedicado, rezemos por nossos sacerdotes para que desempenhem sempre mais e com maior fidelidade o encargo de Cristo mesmo recebido.

A santidade deve ser o nosso projeto pastoral! O Papa Beato João Paulo II no ano 2000 recordava: "em primeiro lugar, não hesito em dizer que o horizonte para onde deve tender todo o caminho pastoral é a santidade" (NMI 30).

Convido todas as comunidades católicas a se reunirem nesse dia para momentos de oração por essa intenção, e para também deixarem-se conduzir para viver uma intensa caminhada de conversão sincera do coração.

Por isso mesmo, o tema deste ano para esse dia é a Santidade: "esta é a vontade de Deus: a vossa santificação! (1Ts 4,3). Mas, ao mesmo tempo, devemos nos tornar "ministros da santificação" para os irmãos.

Sagrado Coração de Jesus, nós temos confiança em vós!



Dom Orani João Tempesta
Arcebispo do Rio de Janeiro (RJ)

Fonte: Site Amai-vos

 

NOTÍCIAS ANTERIORES