História
Fundadoras
Carisma
Lema
Espiritualidade
Devoções
Lectio Divina
Organização
Etapas de Formação
Comunidades
Missões Ad gentes
Nossa Missão
Onde estamos
Família Espiritual
Reze Conosco
SAV
Serviço Social
Notícias
Prov. Giustina e Maria
Galeria de Fotos
Aniversário
Calendário Anual
Fale Conosco
 
 

Lectio divina é um método de oração que pode levar à mais alta contemplação, muito praticado na Igreja desde os seus primórdios, particularmente nos mosteiros beneditinos. Guigo, prior da Grande Cartuxa, na sua famosa Scala Claustralium construiu uma escada de quatro degraus, a saber:

1. Lectio - Leitura
2. Meditatio - Meditação
3. Oratio - Oração
4. Contemplatio - Contemplação

 



Na Lectio/Leitura, toma-se o Texto Sagrado, A Sagrada Escritura de preferência e faz-se a leitura lenta e cuidadosa do texto, não tanto com o objetivo de fazer uma exegese bíblica, mas sim o de 'escutar' o que Deus fala ao leitor. Pode-se repetir a leitura quantas vezes for preciso, até que se sinta 'tocado', pelo Senhor.

 


Na Meditatio/Meditação, rumina-se a Palavra, busca-se perceber o que é que Deus fala àquele(a) que lê. Não é mais uma leitura, mas uma 'escuta' da Palavra. "Fala, Senhor, teu servo escuta!"

 

 


Na Oratio/Oração, responde-se a Deus que antes falou. De acordo com o contexto, com a história pessoal de cada um naquele momento, deixa-se o coração derramar-se diante do Senhor. Se antes se escutou, agora responde-se a Deus. Pode ser uma súplica, ação de graças, petição, o que o coração mandar, enfim. É um diálogo com Deus e uma relação entre dois seres que se amam. A alma e Deus!

Na Contemplatio/Contemplação, já não há mais necessidade de palavras. O orante/leitor tomou contato com o texto escrito, ou até diante da Natureza, de um fato da vida; leu, ou melhor, 'escutou' a Voz que fala em seu coração. Responde a essa Palavra, escrita ou não. E no último estágio, na Contemplação, cala-se, adora, entrega-se numa adoração muda e silenciosa. A Oração Centrante Oração centrante é uma modalidade de oração contemplativa que se enquadra nesse quarto estágio da Lectio Divina.

 

A 'Lectio Divina', como escreve São Bento, a exemplo de Santo Ambrósio, Santo Agostinho e outros Padres - já encontramos essa expressão em Orígenes (theía anágnosis) - , é "considerada por toda a tradição"- e pelo congresso dos abades beneditinos de 1967 - "como um dos meios mais adequados e necessários para a vida dos monges". Constitui uma parte essencial da conversatio monástica, um dos instrumentos tradicionais mais característicos para buscar a Deus. (D.Garcia M. Colombás, MB, in Diálogo com Deus - Introdução à Lectio Divina", ed. Paulus, p.16).

Obtido em "http://pt.wikipedia.org/wiki/Lectio_Divina"