História
Fundadoras
Carisma
Lema
Espiritualidade
Devoções
Lectio Divina
Organização
Etapas de Formação
Comunidades
Missões Ad gentes
Nossa Missão
Onde estamos
Família Espiritual
Reze Conosco
SAV
Serviço Social
Notícias
Prov. Giustina e Maria
Galeria de Fotos
Aniversário
Calendário Anual
Fale Conosco
 
 

Clique aqui para ampliar!“Há 165 anos (1849-2014), nascia a nossa Congregação na, então, pequena cidade de Voghera, Província de Pavia, Itália.

“Ide, minhas filhas! Deus quer algo de vós! Ide e a Providência Divina não vos faltará!” É o envio que a Divina Providência fez às nossas Fundadoras e Servas de Deus Maria e Giustina Schiapparoli, através da sua guia espiritual Santa Benedetta Cambiagio.

Confiantes nesta mesma Divina Providência, elas lançaram a semente de nossa Congregação, em 1849, numa cidade em que as meninas, ameaçadas de prostituição, jogadas à própria sorte, marginalizadas, esmoleiras, eram numerosas. Diante desta situação, elas se esquecem dos próprios problemas familiares (doença da irmã Luigia e do seu pai viúvo e necessitado) e começaram a dedicar-se, com carinho de mãe e mestra, a estas meninas, estendendo, mais tarde, o seu amor e dedicação ao velhinhos e doentes, através de suas seguidoras.

Em 1936, a semente, lançada em Voghera, já é uma grande árvore que cobre, com sua volumosa sombra, algumas outras cidades italianas. Assim, a Superiora geral Madre Elena Arbasino sente que é chegado o momento de lançar estas mesmas sementes em terras brasileiras e o faz através das sete primeiras Missionárias que aceitam o desafio de deixar sua Pátria e suas seguranças para partir rumo ao desconhecido, a fim de continuar, no Brasil, a mesma missão de Maria e Giustina Schiapparoli, acolhendo, com carinho de mãe e mestra, numa total confiança no Senhor Pai Providente, tantas meninas marginalizadas, prostituídas e esmoleiras.” (VENTURINI. Clara e Analuísa. Um pouco da história das Irmãs Beneditinas da Divina Providência, no Brasil. Nova Veneza, 2006)

Então, as Irmãs Beneditinas da Divina Providência pisam em solo brasileiro, no dia 28 de fevereiro de 1936, em Nova Veneza- SC, a convite do Pe. Miguel Giacca, vigário de Nova Veneza.

Nova Veneza era uma colônia de imigrantes italianos. A presença das Irmãs foi pedida para desenvolver seu apostolado no hospital, na instrução das crianças, na catequese, em trabalhos manuais, etc.

O trabalho é intenso. A obra de Maria e Giustina Schiapparoli continua crescendo, graças à abnegação, ao sacrifício e a generosidade deste pequeno rebanho.

O exemplo das nossas Fundadoras e Servas de Deus Maria e Giustina Schiapparoli nos impulsiona, em qualquer tempo e lugar, a nos abrirmos, com coragem e confiança, aos problemas dos irmãos, especialmente da infância e da juventude pobre e marginalizada.

Hoje, nós somos divididas em três Províncias e uma Delegação e estamos em 14 países: Itália, Brasil, Paraguai, Bolívia, México, Guiné Bissau, Quênia, Romênia, Albânia, Índia, Argentina, Malawi, Moçambique e Tanzania. 

A vida das Irmãs Beneditinas da Divina Providência é simples, como também é simples a sua história.